Vida home office

Coffee Office: Bread Fast

By on junho 19, 2017

Oi gente, voltei! Depois de um tempo afastadinha para dar conta do trabalho + faculdade + projetos lindos é hora de voltar para cá e fazer o que amo: escrever! Vamos começar essa segundona falando de trabalho? Quando tirei a Joy B. do papel tinha certeza que a forma de trabalho ideal para mim era o home office. Dois anos depois, esse formato continua dando certo e fazer reuniões, encontros e até trabalhar mesmo em cafés se tornou rotina. Foi aí que uma amiga (Thanks Tamires!) me sugeriu escrever sobre lugares legais para trabalhar. Que ideia maravilhosa! E agora começa a sessão Coffee Office aqui no blog!

Para a estreia, um lugar que já é praticamente meu segundo escritório: A Bread Fast!

Continue Reading

Vida home office

5 problemas e 5 soluções para a vida home office

By on julho 5, 2016

5-problemas-e-5-soluções-para-a-vida-home-office

O home office é a forma que escolhi trabalhar há quase um ano. Entre erros, acertos e adaptações, hoje já consigo ter uma rotina saudável e produtiva. Foi preciso ler bastante sobre histórias de pessoas que trabalhavam assim, fazer planejamento, traçar objetivos e principalmente, cobrar de mim os resultados. Se existe uma armadilha no home office é justamente essa: Você mesma!

Você não tem que se adaptar a rotina e normas da empresa, pode seguir a sua. Você não tem um horário de trabalho estipulado, pode criar um pra você. E o maior inimigo da sua produtividade é você mesmo, com a vontade de ver TV, arrumar a casa, brincar com os cachorros ou só ficar sem fazer nada. Tudo isso é ruim, mas pode ser muito bom também. É só saber utilizar muito bem toda a liberdade que possui!

Quando começa a conversa sobre o trabalho home office, os problemas apontados por quem acha que não consegue trabalhar neste formato são sempre os mesmos: Falta de organização, disciplina e medo de trabalhar sozinho. Como em minhas listas há SEMPRE duas colunas, uma positiva e outra negativa, resolvi fazer esse post com os 5 maiores problemas que encontrei quando comecei a trabalhar home office e 5 soluções para resolvê-los e trabalhar felizinha todos os dias. Espero que ajude vocês!

Continue Reading

Vida home office

Creative Content: O workshop para os apaixonados por conteúdo

By on maio 10, 2016

Oi gente! Estou meio sumidinha, mas por ótimos motivos! Um deles é esta novidade quentinha <3

Neste sábado, vai rolar um workshop sobre produção de conteúdo criativo no Lab 8! O espaço é de um amigo muito querido e acaba de ser inaugurado. Estou planejando uma aula muito dinâmica que priorize a troca de experiência e fomente a criatividade. Vamos pensar juntos em novas formas de desenvolver conteúdo interessante pensando no interesse do público e nas infinitas possibilidades de uso de cada ferramenta, fugindo de todos os padrões e das regrinhas chatas que alguém um dia disse que “precisa ter”. Vai ser um sábado bem divertido e espero vocês lá!

Estou planejamento realizar vários cursos durante este ano e para atender da melhor forma os pedidos que venho recebendo montei este questionário para entender um pouco melhor o que vocês procuram. Responde aí, é bem rapidinho!

Continue Reading

Vida home office

Como melhorar sua produtividade no trabalho

By on abril 5, 2016

produtividade no trabalho 02

Produtividade no trabalho é sempre um assunto polêmico. Um dia alguém inventou que pessoa importante é aquela que sempre está ocupada e tem muitas coisas para fazer. Se eu pudesse conhecer esta pessoa teríamos uma conversa séria!

O que vejo hoje são profissionais cheios de compromissos e correndo atrás de todas as tarefas anotadas na agenda como loucos descontrolados. Nós paramos de ter controle sobre nosso tempo e vivemos subordinados aos nossos prazos e compromissos. Ser mais produtivo é conseguir gerenciar todas estas questões e principalmente, saber identificar o que é mais importante.

Pra mim, você pode ser produtivo de duas formas: De um lado você tem “os profissionais máquinas” que entregam a quantidade de tarefas exigidas no seu tempo de trabalho, sem questionar nada, sem aprender nada ou pensar em nadinha. Do lado contrário há aquele que entregar apenas três ou quatro tarefas bem concluídas, avaliando todas as possibilidades, melhorando processos e conseguindo aprender muito, porque participa ativamente.

O mais importante é que é você quem escolhe qual tipo de produtivo quer ser. Se a sua escolha é a segunda opção, aqui tem algumas dicas para melhorar sua produtividade!

produtividade no trabalho 04

Diminua a quantidade de tarefas na sua lista

Quando você lota a sua agenda de afazeres pode correr o risco de se perder no meio do caminho, afinal imprevistos acontecem! Distribua melhor suas tarefas entre a semana e priorize apenas duas ou três para o dia, para conseguir focar toda a sua energia nelas. Todo mundo tem sempre muita coisa para fazer e com um pouco de planejamento é possível resolver tudo. Melhor ter a sensação de três tarefas bem resolvidas do que 15 incompletas. Não é mesmo?

Mude sua forma de pensar

Fomos educados a pensar de forma tradicional e linear, e aí que está o problema! Imagine a coisa mais importante que você precisa fazer em um círculo central e todas as suas outras tarefas em círculos menores em volta dela. Resolvendo o problema central você já pode eliminar vários menores e vice versa. O importante é sempre pensar no todo e não apenas na etapa seguinte.

produtividade no trabalho 03

Não trabalhe sozinho

Se você fizer as contas do tempo que demora para fazer algo que não domina vai ver o quanto está perdendo do seu precioso tempo e dinheiro. Calculando o tempo de demorou e quanto custaria para terceirizar aquela parte com alguém, vai ver que não vale a pena. Tenha parceiros e não se mate tentando fazer tudo sozinho.  Assim você consegue se dedicar ao que gosta mais e fica mais produtivo.

Descubra qual é a sua rotina

A gente já falou aqui o quanto é importante ter uma rotina. Você funciona melhor de manhã? Então priorize as tarefas mais importantes para este horário. Se você fica mais cansado em alguns períodos do dia, tente descansar alguns minutinhos, dê uma volta ou veja algo que te distraia um pouco. Não somos máquinas, então entenda você e os sinais que seu corpo dá para melhorar a produtividade.

Mantenha sua mente ativa

Sabe aquele famosa frase que diz que quanto mais a gente dorme mais vai querer dormir? Nossa mente funciona da mesma forma! A preguiça vai nos deixando lentos e tudo se torna difícil mais. Tenha uma mente ativa, esteja sempre lendo algo, vendo algo, buscando aprender coisas que melhorem seu raciocínio e sua criatividade. Assim você estará produtivo sempre!

Continue Reading

Vida home office

Dê um up no engajamento das suas redes sociais

By on março 29, 2016

dicas-para-dar-um-up-no-engajamento-das-redes-sociais

As pessoas utilizam as redes socais para se conectar e buscar informações. Para sua marca se destacar entre a infinidade de conteúdo disponível e fazer bonito, ela precisa estar muito próxima dos seus clientes. Melhore seu engajamento com algumas dicas super simples!

dicas para dar um up no engajamento das redes sociais 1

Tenha personalidade

Esqueça fórmulas genéricas, metodologias prontas e olhe a rede social do vizinho apenas para fazer análise de mercado. Reflita, rascunhe, pesquise e pense muito em algo que seja marcante para a sua marca. Busque sua identidade e invista nela!

dicas para dar um up no engajamento das redes sociais 5

Saiba ouvir seus fãs

Faça perguntas, peça sugestões para nomes de produtos, incentive-os a contar suas melhores experiências com a marca, escute suas ideias e saiba receber reclamações e sugestões. Crie um canal aberto para que todo o conteúdo seja interessante e seus clientes sintam alegria ao compartilha-lo.

dicas para dar um up no engajamento das redes sociais 3

Escolha sempre o mais simples

Mais uma vez essa palavrinha mágica! Não abuse do tempo do seu cliente, permita que ele viva boas experiências sem complicações. Posts simples tem um alcance muito melhor que textões, muitos links ou imagens com pouca leitura. Não precisa deixar de lado a qualidade do seu conteúdo, é só usar melhor as palavras.

dicas para dar um up no engajamento das redes sociais 4

Ame seus clientes

Se uma pessoa dedica alguns minutos do seu valioso tempo para acompanhar as novidades da sua rede social, curtir, comentar ou compartilhar um post, ela ama sua marca. Então torne esse amor recíproco! Utilize fotos e depoimentos que seus clientes disponibilizam, agradeça e reconheça todo o carinho que ele demonstra. Não seja uma marca convencida e mostre que tem sentimentos 🙂

Continue Reading

Vida home office

5 dicas para ajudar seu conteúdo fazer sucesso online

By on março 22, 2016

5-dicas-para-ajudar-seu-conteudo-fazer-sucesso-online

Ficamos horas fazendo planejamento, pesquisando, escrevendo e no fim não conseguimos o retorno desejado, o site não tem um tráfego interessante ou seu portfólio não causa o encantamento que você espera. Com intermináveis opções de sites, blogs e profissionais e tanta informação disponível na internet está cada vez mais difícil destacar seu conteúdo.

Mais importante que números grandiosos de audiência, o sucesso do seu conteúdo está na experiência positiva do seu usuário e o quanto ele aprecia a informação que você disponibiliza.

Este post não é uma fórmula de sucesso para web! Até porque não acredito na maioria delas. São apenas algumas dicas para ajudar você a desenvolver um olhar mais analítico quando pensar no conteúdo que escreve e como promove isso na internet. Como sempre digo: Não existe fórmula pronta quando se trata de web! Você precisa entender como essa grande engrenagem funciona e saber usa-la a seu favor.

5-dicas-para-ajudar-seu-conteudo-fazer-sucesso-online-2

1. Seja simples

A primeira regra para o sucesso do seu conteúdo na web é simplificar ao máximo a vida do seu leitor, consumidor ou cliente. Pense sempre muito simples e o ajude a encontrar o que procura. Reflita sobre o layout do seu site ou blog, na diagramação do seu portfólio e até em seus posts nas redes sociais. Como está url? Quantas etapas o usuário precisa cumprir para chegar até a informação desejada? Quantos elementos compõe o seu post? Tudo é complicado demais? Então simplifique!

5-dicas-para-ajudar-seu-conteudo-fazer-sucesso-online-1

2. Não tenha medo do espaço em branco

O espaço em branco proporciona designs mais limpos e uma melhor visualização do conjunto de elementos do material. Na internet, não é diferente! Principalmente para blogs de conteúdo, o espaço em branco é fundamental para manter o foco do leitor, facilitar sua leitura e guiar seus olhos para ver o que é realmente importante. Preste atenção nos espaçamentos do texto, nos títulos e subtítulos, deixe espaços entre as imagens e tome muito cuidado com backgrounds coloridos ou com elementos gráficos.

5-dicas-para-ajudar-seu-conteudo-fazer-sucesso-online-3

3. Preste a atenção nas formas e tamanhos de texto

O tema escolhido para o seu site é lindo ou o projeto gráfico ficou perfeito, mas você não deu muita atenção para o tipo da fonte e o tamanho? Temos um problema! Relembrando a dica #1, a vida do seu leitor ou cliente precisa ser simplificada ao máximo, então se o texto ficou pequeno demais ou a fonte não dá uma leitura legal, provavelmente ele já desistiu do seu conteúdo. Desde a página inicial até uma postagem individual no blog, o texto precisa ser limpo e ter um tamanho de fonte agradável aos olhos do leitor.  Cuidado com colunas e o uso excessivo de bold, itálico e subtítulo. Não use apenas para enfeitar, use com um objetivo: Chamar a atenção do leitor!

5-dicas-para-ajudar-seu-conteudo-fazer-sucesso-online-4

4. Instale o Analytics

Um passo essencial para melhorar seu desempenho e ter sucesso na web é saber interpretar como seu cliente ou leitor se comporta. Deixe de lado os infográficos generalizados sobre os horários e comportamento do usuário e dedique-se a interpretar as informações que a sua ferramenta de análise fornece. Google Analytics, Facebook, informações de negócios locais no Google + e outras inúmeras ferramentas que podem ser instaladas diretamente no WordPress podem ser uma fonte riquíssima de informações para entender melhor o tráfego do seu site ou blog, que tipo de conteúdo seu leitor mais aprecia e quais horários ele está mais ativo. A maioria é gratuita e muito fácil de usar!

5-dicas-para-ajudar-seu-conteudo-fazer-sucesso-online-5

5. Lembre-se que os hábitos na internet são diferentes

O ato de ler um impresso, como livro, jornal ou revista, é diferente de um blog e ter um cartão de visita em mãos é muito diferente de ver a página inicial da empresa na internet. Receber um portfólio por e-mail também causa uma experiência diferente de navegar pelo seu site ou seu perfil no Behance. É muito importante que você preste a atenção nestes hábitos, em um computador, tablet ou smartphone, o leitor perde o foco o todo tempo com notificações de Facebook, e-mails e outros aplicativos, então pense em textos com parágrafos curtos e botões importantes com fácil acesso.

O que vale mesmo é saber usar os recursos da internet a seu favor. Um jornal ou revista não permite interatividade com outros conteúdos publicados, então saiba usar links em palavras chaves do seu texto e mantenha o leitor por mais tempo com você. Um cartão de visita não permite ligar ou informar o endereço no mapa, por isso facilite a vida seu cliente com programações que disponibilize entrar em contato ou traçar a rota até sua empresa com facilidade pelo smartphone. No portfólio, encante com imagens lindas dos seus melhores trabalhos e forneça todas as informações necessárias sem enrolar demais. Diferente de muita coisa que a gente vê por aí, na internet o sucesso vem com olhar analítico e simplicidade!

Continue Reading

Vida home office

Desabafos de uma (ex) publicitária deslumbrada

By on março 15, 2016

Desabafos-de-uma-ex-publicitaria-deslumbrada

Tentando resolver meu dilema do que colocar no meu novo cartão de visitas e refletindo sobre alguns acontecimentos que presenciei na última semana comecei a pensar sobre a minha trajetória profissional.

Eu escolhi fazer publicidade pelo encantamento por tudo que passava na televisão e os catálogos de moda belíssimos que apareciam na mesa do meu primeiro estágio, aos 17 anos em uma fábrica de jeans. A paixão e empolgação foram ainda mais aguçadas durante todo o período da faculdade e quando – no segundo ano – fui pela primeira vez ao Festival Internacional de Publicidade, vi toda a grandiosidade da propaganda e já comecei a imaginar que precisaria de uma estante especial para a coleção de prêmios que poderia fazer parte da minha carreira.

Com produções, revistas de moda e uma pós em comunicação comecei a imaginar meu futuro em um escritório estilo Diabo Veste Prada, com todo glamour, poder e sucesso que a profissão proporciona. Você pode estar rindo da minha inocência, mas tenho certeza que também já teve esse tipo de deslumbramento. Somos a geração do futuro, que pode ser o que quiser, então pensar ter uma estante cheia de prêmios ou um escritório chiquérrimo na redação de uma revista famosa são coisas completamente possíveis. Só depende de você!

Acredito que “Você pode ser o que quiser” e “só depende de você” usadas em uma mesma frase ainda serão a causa da morte do espírito de muitos jovens dessa tal geração Y, na qual faço parte. Não que você não possa fazer qualquer coisa ou ser quem quiser, mas esse “ser” e “fazer” podem não ser exatamente coisas que realmente você quer e sim, reflexos de frustrações e expectativas de outras pessoas projetadas em você.

Desabafos-de-uma-ex-publicitaria-deslumbrada-2

Sabe como eu percebi isso? Não posso reclamar da minha trajetória e que meus “sonhos ambiciosos” até me levaram bem longe. Trabalhei em lugares legais, realizei projetos com marcas bacanas, morei fora, voltei, fiz curso fora do país e viajei bastante. Obtive reconhecimento pelo meu trabalho e fiquei satisfeita com o retorno que tive.  Quando a gente sobe muito, a responsabilidade e o stress sobem no mesmo nível. Então a ansiedade bateu, o cabelo caiu, o peso aumentou, o sono sumiu, o choro se tornou frequente e eu fui tomada por um vazio sem explicação.

Era difícil assumir na terapia que a coisa que eu mais amava e que tinha dedicado grande parte da minha vida estava me destruindo. Todo aquele desejo de sucesso e escritório chique não fazia mais sentido, mas se meu foco foi este a vida toda, o que eu iria fazer agora?

Como eu sempre gostei muito de escrever e estava parecendo muito trabalho nesta área decidi voltar para a faculdade e fazer jornalismo. Em uma faculdade diferente, com uma abordagem diferente e com uma cabeça diferente, as coisas começaram a fazer mais sentido. Vi que o meu trabalho poderia ser algo que soma alguma coisa e não algo que ganha prêmio. Fui apresentada a estudos humanísticos e entendi melhor meu feminismo. Como estava desgostosa com a ideia do glamour, comecei mais realista e não esperava chegar à bancada de nenhum jornal, só aprender mais algumas técnicas para melhorar meu trabalho. Pra falar bem claramente: Tirei o foco do meu umbigo e comecei a olhar para o mundo.

Desabafos-de-uma-ex-publicitaria-deslumbrada-1

Dei adeus ao Diabo Veste Prada (apesar de adorar o filme) e ao Mad Men. Me libertei da ideia da sala chique, da caminhada matadora pelo corredor do escritório, da importância do status de chefe, coordenadora e afins, e principalmente, do desgastante cabo de aço que é a relação de poder dentro do meio corporativo. Descobri a maravilha, mesmo com todas as dificuldades, do trabalho home office onde você consegue ser você 100% do tempo. Hoje não tenho mais estagiários e analistas sob minha responsabilidade, tenho amigos de profissão e parceiros que se reúnem em cafés para discutir os projetos que estamos realizando juntos.

Meu cabelo parou de cair, eu parei de chorar, consigo fazer minha ioga todos os dias de manhã e quando o dia pesa tiro 15 minutinhos para brincar com as minhas pestinhas ou assistir alguma coisinha na TV.

Toda essa mudança não me tornou uma pessoa sem proposito ou sem ambição, mas hoje sou uma profissional que busca fazer seu trabalho com carinho e da melhor forma que é possível fazer. Como eu sempre fiz, mas sendo exatamente quem eu sou e guiada pelas coisas que eu acredito.

O maior erro das agencias de publicidade é definir a pessoa pelo cargo que ela ocupa e não por quem ela é. Nenhum profissional é igual ao outro, então você não pode definir que todos os planners são iguais e capazes de trabalhar com qualquer conta. É esse comportamento que acaba com a sua identidade e te transforma em algo que eles querem que você seja e não quem realmente é.

Desabafos-de-uma-ex-publicitaria-deslumbrada-4

Quando você abandona a grandiosidade do mundo publicitário pode acabar trabalhando em um espaço bem pequenininho da sua casa. Atendendo clientes menores e executando algumas funções que não estava acostumado, como financeiro e administrativo, mas se faz bem para você e é um trabalho que vai te fazer feliz de verdade, não tenha medo de tentar! Decore do seu jeitinho, invista em uma mesa e cadeira confortável e deixe a criatividade rolar.

Se eu fosse a Jóyce que o mercado diz que “pode ser o que quiser”, seria publicitária, jornalista, redatora ou produtora e assim estaria meu cartão de visitas. Mas sendo a Jóyce que realmente eu quero ser, sou só uma profissional de comunicação que ama escrever, tem uma paixão especial por moda, se realizou dando aulas e tem lá um pouco de experiência para falar algumas coisas. Fico feliz quando alguém fala que vai me contratar porque esse trabalho é a minha cara ou porque gosta do jeito que eu escrevo. É o reconhecimento da profissional Jóyce e não apenas de uma profissional redatora.

Pela primeira vez na minha vida, estou começando a entender em sou eu nesse mundão – como aquele bonequinho do Street View que você coloca em algum lugar do mapa – e o que eu quero para essa parte tão importante da minha vida que é o meu trabalho.

Espero que esse textão ajude quem anda confuso e sem muitas perspectivas, como eu já estive um dia. Nosso mercado é difícil porque tem uma mistura perigosa de vaidade, criatividade e fantasia. Mesmo fazendo parte dos bastidores é impossível não se deixar levar esse mundo mágico.

PS: Ainda não defini o que colocar no cartão de visitas e aceito sugestões <3

Continue Reading

Vida home office

Apps para turbinar a vida Freelancer

By on março 1, 2016

Apps-para-turbinar-a-vida-Freelancer

Organizar todas as tarefas do dia é uma missão complexa, ainda mais quando se trabalha home office. Elaborar e seguir seus próprios processos de trabalho, estratégias organizacionais e planilhas pode até ser um desafio, mas não é impossível.

Como freelancer, você acaba executando mais funções que sua própria área de atuação, como financeiro, administrador e comercial, por isso é muito importante criar um sistema de trabalho super organizado para seu tempo render e não correr o risco de deixar um recebimento ou pagamento para trás.

Eu sempre amei Excel e uso muito para criar planilhas, criar cronogramas de ação e organizar meus recebimentos e pagamentos. Ele ainda faz parte do meu dia a dia, mas com a nova belezinha chamada smartphone e um mundo infinito de novos apps migrei algumas funções pra lá e estou adorando. Com tantas opções disponíveis é importante você pegar o seu bloquinho de papel e rabiscar antes. Liste tudo que você precisa para tornar seu processo de trabalho mais simples e depois comece a busca por um app que resolva seu problema.

Ainda sonho como um único app que consiga resolver todas as minhas necessidades, mas como ainda não rolou deixo a dica de quatro que uso diariamente.

Apps-para-turbinar-a-vida-Freelancer-trello

Trello

O aplicativo mais versátil da história e não é exagero! Com cada pessoa que converso ou que realizo trabalho em equipe descubro uma forma totalmente diferente de usa-lo. É o tipo de app que permite abusar da criatividade. Já usei para organizar filmes, livros, tarefas diárias, pauta de conteúdo da semana e compromissos da faculdade. Ele tem versões para navegador e app, calendário com alerta e permitir criar projetos compartilhados.

Ele cria listas em formato vertical e dentro delas você cria cards com checklist e espaços para comentários, anexar arquivos, definir data de entrega, tags e membros. Tudo nele pode ser configurado da maneira que você quiser e ainda é grátis!

 

Apps-para-turbinar-a-vida-Freelancer-wunderlist

Wunderlist

Um app para smartphone simples e muito fácil de usar. Você cria listas e dentro delas coloca suas tarefas com data, lembrete, notas e até subtarefas. É possível compartilhar, enviar por e-mail e imprimir todas as listas. Ele tem uma versão pro, mas eu uso o free há anos e me serve bem.

Você pode criar listas como “faculdade”, “filmes para assistir”, “lista de desejos”, “coisas para comprar” e relacionar tudo que precisa para a lista. É muito prático e está sempre na mão!

 

Apps-para-turbinar-a-vida-Freelancer-minhas-economias

Minhas Economias

De todos os apps de controle financeiro que testei este foi o que mais gostei. Ele é muito completo, permite que você cadastre mais de uma conta bancaria e pode programar pagamentos com lembrete. Ele é um pouco complicado de usar porque funciona sincronizado com o site, então muitas coisas você precisa fazer pelo navegador, mas vale a pena.

Logo que você abre o app ele te mostra o saldo, as contas que você programou vencimento, mas ainda não foram consolidadas, total de entradas e saídas do mês e um gráfico com a origem das suas despesas. Se conseguir criar uma rotina de lançar tudo o que comprar ou pagar seu saldo ficará sempre atualizado. É muito fácil e você faz rapidinho no celular.

Outra função legal é o Sonho! Você coloca qual é o seu sonho, a categoria, a data de realização e quanto custa. Ele te mostra quando você precisa economizar por mês e o planejamento certo para realiza-lo. Também é grátis!

 

Apps-para-turbinar-a-vida-Freelancer-toggl

 

Toggl

Este é uma adorável recém-descoberta! Comecei a usar faz pouco tempo e está me ajudando muito na organização das minhas horas de trabalho. Quando eu comecei a trabalhar freelancer criei uma grande tabela no Excel que lançava as horas trabalhas para cada cliente. Era importante para controlar quanto tempo levava para desenvolver o job e se o valor estava compatível com as horas trabalhas. Funcionava bem, mas era complicado ficar lançando e depois somando todas as horas do mês de cada cliente. Já com esse app ficou muito simples.

Ele é cronometro de horas trabalhas que permite dar nome ao trabalho, qual projeto ele faz parte e definir qual é o cliente. No fim do mês você só seleciona o que ver quer (projeto ou cliente) e ele te dá todas as horas somadas. Ainda mais legal é que ele funciona sincronizado com o Trello, então você pode fazer a contagem de horas dentro do próprio card que criou para esse projeto.

Se você dedica parte do tempo todos os dias para um mesmo projeto, pode pausar o timer e ativar novamente quando voltar a trabalhar nele. Ele também te apresenta um lindo gráfico semanal com todas as horas trabalhadas. A versão pro tem alguns recursos extras e permite que você coloque o custo da hora para já saber quanto vai faturar com aquele projeto. Eu ainda uso a versão free e faço esse calculo no Excel, mas o app é tão bom que estou pensando em fazer um investimento.

 

Apps-para-turbinar-a-vida-Freelancer-todoist

To do ist

Outra recém descoberta por indicação dazamiga (valeu Thali!). Ele é muito simples, design limpo e muito eficiente. Você cria um projeto, coloca todos os seus afazeres com o prazo certinho e ele te avisa quando estiver na hora de se dedicar a aquela tarefa.

Está sendo perfeito para mim, pois criei uma planilha day planner com planejamento de horas de trabalho para não ficar perdida me dedicando demais a uma coisa e acabar me esquecendo das outras. Lancei tudo no To do ist e ele me avisa quando está na hora de começar o próximo trabalho. Ele tem uma versão grátis muito boa que funciona bem no navegador e app! Eu sei que existe relógio, mas eu sempre me esqueço do tempo, principalmente quando estou escrevendo! Hahahahaha

Já usa algum deles? Conhece outro diferente? Indica aí pra gente 🙂

Continue Reading

Vida home office

Cinco dicas simples para melhorar sua vida home office

By on fevereiro 23, 2016

home-office

Quando decidi trabalhar home office fui atrás de muita informação, depoimentos e conselhos de amigos que já trabalhavam assim. Toda mudança é complicada e não queria me frustrar quando enfim conseguia realizar meu sonho de trabalhar em casa.

Tudo é um processo de adaptação e autoconhecimento, por isso a primeira coisa que precisamos fazer é entender prós e contras, e principalmente, se conhecer muito bem! Ainda não consigo falar muito sobre o assunto, porque esta é a minha rotina há apenas três meses, mas deixo algumas sugestões que funcionaram comigo para amenizar o baque da mudança e ajudar no processo de adaptação desta nova – e MARAVILHOSA – vida profissional.

Tenha uma rotina leve, mas tenha uma rotina

A não é só importante para conseguir realizar um trabalho de qualidade e entregar o material no prazo. Li muita coisa falando que o corpo precisa de uma rotina para ser saudável, ou seja, começar a trabalhar um dia cedo, outro dia começar tarde e estender até de madrugada deixará seu corpo confuso e você ficará sempre cansado.

Mesmo que queira trabalhar menos horas e fora do padrão das empresas estipule um horário de início e fim, e principalmente, um horário de sono. Deixe para extrapolar quando surgir um trabalho extra ou para as maratonas de início de temporada que estão chegando no Netflix!

Eu sempre tive muito problema com horários e quando comecei a trabalhar em casa fiquei ainda mais perdida. Me sentia mal por trabalhar de pijama e não conseguia encaixar um tempo para fazer uma atividade física. Ficava enrolando a manhã toda, não fazia muita coisa e me apertava na parte da tarde.

Pra mim, estar pronta para trabalhar é estar minimamente arrumada, pode ser uma roupa beeeem confortável, mas não é pijama. Então, criei uma rotina simples: Acordo, pratico meu yoga e meditação, alimento minhas cachorras, tomo banho e pronto. Enquanto tomo meu café dou uma enroladinha na internet e depois começo a trabalhar. Quando estou mais cansada faço uma pausa no almoço, senão volto logo para o computador.

Com essa rotina acabei com o problema do pijama e com toda essa movimentação a preguiça vai embora cedinho 🙂

home-office-2

Sua primeira tarefa do dia precisa ser muito simples

Defina uma tarefa muito simples para ser a primeira do dia. Parece uma coisa muito idiota, mas comecei a fazer depois que li o livro da Marie Kondo e funciona. Não vale tomar banho, escovar os dentes ou qualquer coisa que já faz parte da sua rotina. Tem que ser algo novo para você e simples de realizar.

Por exemplo: Eu tinha a feia mania de nunca arrumar a cama (olha eu abrindo o coração aqui) e coloquei como minha primeira tarefa do dia deixar ela arrumadinha todas as manhãs. Então eu levanto e essa é a minha missão. Como é simples, você executa sem dificuldades, mas passa o dia inteiro mais animado e satisfeito porque já tem um “ok” no seu checklist do dia. É serio, funciona e a sensação é ótima!

Invista em um lugar confortável e inspirador

Desde que comecei há passar mais tempo no meu cantinho home office já mudei tudo de lugar umas quatro vezes e agora estou começando a ficar satisfeita. Trabalhar em casa não significa passar horas com o notebook no sofá ou na cama – sua coluna agradece – então é muito importante ter um espaço agradável e adequado.

Coloque calendários, quadros de inspiração, objetos fofos na mesa ou qualquer outra coisa que ajude você a trabalhar com animação, inspiração e conforto.

home-office-1

Você é seu primeiro cliente

Estava conversando com uns amigos sobre isso na semana passada. Nós temos a infeliz mania de esquecer que também somos cliente. Fazemos planejamentos incríveis para os outros, mas não conseguimos nem planejar direito o conteúdo que vai para a própria fanpage.

Você sempre será seu primeiro cliente! Pense com carinho tudo o que quer para o seu site, blog, fanpage, newsletter ou qualquer outra informação. Eu anotei em meu caderninho todas as estratégias, cronogramas, planejamentos, criei modelos de planilhas e até como vão funcionar as contas de e-mail e agora estou começando a me organizar. No começo tudo é mais fácil, então não deixe acumular!

Converse com pessoas

Se tem uma coisa que a gente sente falta quando trabalha em casa é aquele bate papo na hora do café ou a fofoca rápida na cozinha. Não deixe nunca isso te desanimar! Combine de trabalhar em um café com um amigo ou marque um almoço gostoso com alguém (uma vantagem é que dá até para estender um pouquinho do horário normal). Espaços coworking também são ótimos para conhecer pessoas e sair um pouco de casa!

Ainda quero fazer mais posts falando sobre a vida home office, então acompanhe sempre a sessão Love your work!

Também trabalha home office? Tem alguma dica? Fala aí nos comentários!

Continue Reading

Vida home office

O novo ritmo da moda

By on fevereiro 15, 2016
O-novo-ritmo-da-moda
Burberry verão 2016 – London Fashion Week

As mudanças no comportamento do consumidor em relação ao consumo de moda e informação estão chegando a um ponto onde as marcas não poderão mais fechar seus olhos. A justificativa do “sempre foi feito assim” não agrada mais um público que busca a todo o momento coisas novas e experiências positivas para a sua vida. Quando a marca não o satisfaz neste sentido o efeito é simples: abandono e esquecimento.

Não podemos mais negar que o atual formato de apresentação de novas coleções está desatualizado. Profissionais que estudam o comportamento do consumidor e buscam novas formas de aprimorar o processo criativo bateram repetidas vezes na tecla que tendência é comportamento e não estação, então esqueça o inverno do Dolce & Gabanna para pensar em seu inverno aqui no Brasil. Pense em o que esta acontecendo agora!

Houve resistência, mas hoje é possível ver marcas pensando de forma mais atual e buscando entender o que acontece no mundo de quem consome suas peças. Agora chegou a vez de repensar como se apresenta estas criações para o público. Em entrevista ao Business of Fashion, Christopher Bailey, CEO e diretor criativo Burberry declarou:

“Você cria toda essa energia em torno do desfile, daí ele acaba e você diz: agora esqueça porque ele não estará nas lojas nos próximos seis meses”.

O despertar do desejo, a ansiedade da espera e a exclusiva lista de espera para adquirir um produto que você se apaixonou durante um desfile funcionou durante anos, mas não é mais eficaz. A velocidade em que as marcas de moda lançam suas coleções e o hiato de tempo que existe entre o que é apresentado nas passarelas e o que chega à loja não agrada mais este consumidor que não sabe esperar.

O-novo-ritmo-da-moda-1
Burberry verão 2016 – London Fashion Week

E foi justamente a Burberry quem puxou a fila da mudança anunciando o fim das linhas Burberry London e Burberry Brit, em novembro, e incorporando todas as suas linhas em apenas uma. Nesta reestruturação, a divisão acontece apenas entre masculino e feminino, os desfiles deixarão de ser apresentados no formato tradicional – onde as peças demoram até seis meses para chegar às lojas – e passaram a acontecer duas vezes ao ano, fevereiro e setembro, e as peças já estão disponíveis para compra nos dias seguinte a apresentação. A Burberry aposta em um formato instantâneo e que nunca aconteceu em toda a história da marca.

Seguindo o mesmo caminho, a Tom Ford apostou em um formato de vídeo para apresentar o seu verão 2016 e anunciou que o seu inverno também será apresentado em setembro.  O boicote destas marcas ao calendário oficial de apresentações é um sinal que a indústria da moda está mudando drasticamente seus conceitos pensando no consumidor e na relação criativo x comercial que sempre esteve abalada com a sobrecarga de profissionais criativos criando grandes coleções em um curto espaço de tempo e uma equipe de vendas que contava apenas com o “desejo” e o “lúdico” para vender peças que demoravam quase meio ano para chegar às lojas.

O-novo-ritmo-da-moda-2

Ao mesmo tempo em que acredito neste novo posicionamento com foco no consumidor e na melhor relação entre criativos x comercial, não consigo me libertar do sentimento que toda essa pressa para que os produtos cheguem logo até as lojas seja uma tentativa desesperada de estimular novamente o consumismo desenfreado e a compra por impulso que tanto já foram explorados na indústria da moda e com a mudança no cenário atual fizeram muitas marcas fecharem suas portas.

Com um consumidor cada vez mais consciente e caminhando para uma vida mais simples, principalmente quando se trata de consumo, se esta é a estratégia oculta do segmento já posso prever mais uma crise chegando por aí!

Vamos acompanhar as próximas paginas desta história e quem sabe não resgato esse texto daqui um tempo 🙂

Continue Reading